Tutoriais Downloads Suporte Instaladores Revendedores
Clicando nos assuntos ao lado será possível ler perguntas e respostas referente ao assunto desejado. Caso as perguntas e respostas não atendam sua necessidade e esclarecimento entre em contato conosco.
Conferir configuração de ignição e injeção; (Refazer a programação); Verificar durante a partida se marca rotação na tela principal; Conferir ligação do sensor de rotação; Verificar a tensão da bateria durante a partida, deve permanecer acima de 10V; (Trocar bateria) Verifique se durante a partida a injeção reinicia; (Trocar a bateria).
Verificar se o TPS está calibrado corretamente; (calibrar o TPS) Verificar se o corte na desaceleração não está com a rotação programada muito baixa; (refazer a programação) Verifique na tela da injeção se o RPM congela em um valor fixo.

Verifique a alimentação dos injetores e bobina de ignição, deve manter o mínimo de 12v; Confira o mapa de combustível; Verifique na tela da injeção se o RPM congela em um valor fixo.

Verifique se os cabos de velas são de boa qualidade e resistivos, na dúvida substitua; Verifique se não tem cabo de vela desencaixado; Verifique se as velas são resistivas e estão em perfeito estado, sem trincas ou muito velha, na dúvida substituir; Verifique se a bobina de ignição está sem rachaduras, na dúvida substituir; Revise os aterramentos do motor, cambio, carroceria e central de injeção; Verifique o acionamento dos reles, caso utilize relé universal insira um diodo 1N4007 entre o positivo e negativo da bobina de acionamento com a faixa branca do diodo para o lado positivo; Revisar os conectores da injeção com seus terminais.

Conferir a regulagem da distancia do sensor de rotação; Conferir se o sensor está corretamente alinhado com a roda fônica; Conferir se a roda fônica não está torta ou oscilando durante o funcionamento; Caso todas as opções anteriores estiverem conferidas e corretas nos sensores indutivos podemos acrescentar um resistor de 10Kohm no fio de sinal do RPM como filtro.

Confira a ligação do sensor, testando se tem 5v e aterramento; Confira se fio de sinal está chegando no conector de 18 vias; Confira se ao acelerar o fio se sinal varia a tensão progressivamente; Substitua o sensor.

Confira a ligação do sensor de temperatura do motor; Com um multímetro teste a resistência do sensor comparando com a tabela do fabricante; Confira se o fio de sinal do sensor está chegando no conector de 18 vias; Confira o aterramento do sensor.

Confira a ligação do sensor de temperatura de água; Com um multímetro teste a resistência do sensor comparando com a tabela do fabricante; Confira se o fio de sinal do sensor está chegando no conector de 18 vias; Confira o aterramento do sensor.

Conferir ligação das saídas de ignição; Verificar se está configurada corretamente a ignição; Verificar se durante a partida marca sinal de rotação na tela principal da injeção; Verificar, com auxilio de uma caneta de polaridade, se chega pulso negativo na bobina (para bobinas sem módulo de ignição interno) ; Testar a bobina de ignição; Testar módulo de ignição.

Conferir ligação dos injetores, Banca A, B e C; Verificar se chega alimentação 12v no injetor; Verificar, com auxilio de uma caneta de polaridade, se chega pulso negativo no injetor durante a partida; Testar o injetor em uma máquina específica para testes; Caso utilize Peak & Hold, com auxilio de uma caneta de polaridade, conferir se chega pulso na entrada do Peak & Hold e na saída para os injetores.

Confira se a sonda está trabalhando corretamente através do valor de sonda na tela da injeção; Verifique a ligação da sonda no conector 18 vias; Verifique se a sonda está configurada como conectada; Caso a sonda esteja como conectada e o valor não estiver correto a mistura de combustível ficará errada; Desabilite a sonda lambda ou substitua a peça com defeito; Confira as calibrações de correção por temperatura.

Caso apareça a mensagem BAT no visor, verifique a bateria pode ser que esteja fraca; Caso apareça a mensagem ERR, verifique o chicote elétrico, pode haver mau contato em alguma emenda; Caso apareça os seguintes códigos e necessário fazer os respectivos procedimentos: 85 - Bateria fraca, caso a bateria esteja em perfeito estado, o equipamento deve ser enviado para reparo; 140- Enviar o equipamento para reparo; 127- Sonda desconectada ou com possível defeito ; 240- Verificar fio amarelo no pino 3 do conector do wb meter, caso esteja Ok, e o equipamento continuar mostrando este código, enviar o equipamento para reparo; 254- Curto na bateria; 285- Bateria fraca.

A condição necessária para o módulo enviar sinal aos bicos e bobinas é receber o sinal de rotação, se isso não está acontecendo verifique os itens abaixo:

1- Verifique se na “configuração de ignição” se os dados informados estão corretos, é muito comum o motor está usando um sensor indutivo ou hall e essa opção estar invertida na configuração;

2- Verifique a ligação do sensor de rotação ou distribuidor, para auxiliar a Injepro conta com os esquemas de diversos sensores em seu manual, na dúvida consulte-o;

3- Com auxílio de um multímetro, teste a continuidade dos fios para ter certeza que não estão interrompidos;

4- Caso esteja usando roda fônica verifique o afastamento do sensor em relação a roda fônica, a indicação é de 0,6mm a 1mm de afastamento;

5- Verifique se a roda fônica não está empenada ou descentralizada, isso pode fazer o motor não pegar ou aparecer falhas em rotações mais elevadas;

6- Nunca deixe acontecer um curto entre os fios vermelho do cabo de rotação e a malha do mesmo, isso queima instantaneamente o componente que responsável em fazer a leitura de rotação, caso isso tenha acontecido, entre em contato com o suporte Injepro;

7- Verifique se o sensor de rotação ou o distribuidor estão em perfeito estado, na dúvida teste outro sensor que tenha certeza que está funcionado.

1- Verifique no campo “COMPLEMENTARES” opção “SENSORES” se a sonda está conectada;

2- Verifique se no campo “CORREÇÃO DE INJEÇÃO” a opção “CORREÇÃO POR SONDA LAMBDA” se a correção máxima está acima de 0%;

3- Verifique a calibração do TPS, caso esteja descalibrado ou oscilando a função de correção em marcha lenta não vai ser aplicada;

4- Verifique a alimentação da sonda, certifique-se que está chegando alimentação a ela.

5- Verifique o fio de comunicação da sonda para a injeção se estão ligados. Caso esteja usando uma sonda banda estreita o fio de comunicação é preto/vermelho para os módulos EFI-PRO e EFI-LIGHT e para o módulo SFI o fio é o branco 8, mas se estiver usando sonda banda larga o fio será alaranjado/vermelho, ou alaranjado para SFI.

1- Verifique os aterramentos do módulo ISD e bobinas, tenha certeza que os terras estão ligados em uma região firme do bloco do motor e sem camada de tinta;

2- Verifique o Dwell das bobinas, se estiver muito alto as bobinas esquentam e perdem potência, é aconselhável usar um Dwell inicila de 3,20 por 3,00 final para bobinas originais.

1- Primeiro passo, se estiver usando notebook, certifique-se de que ele está conectado na tomada e com energia.

2- Troque a porta USB do computador isso pode resolver;

3- Pode ser um problema de comunicação devido a instalação do driver da porta USB, para resolver é só abrir o local onde o software foi instalado, o diretório padrão está localizado em C:\INJEPRO\escolha a pasta do módulo que deseja comunicar\Software\Driver\InstallDriver.exe

4- Então execute o arquivo InstallDriver

3- Caso não resolva troque o cabo USB, nosso cabo USB não é especifico então é fácil de achar em qualquer loja de eletrônicos;

4- Também é possível que seja falta de aterramento “fio terra” o primeiro sintoma é a perca de sinal no USB, reforce os aterramentos do motor, chassi e bateria. Verifique também o aterramento da injeção.

1- Antes de ligar a ignição desplugue o conector da bobina e configure o módulo de acordo com sua necessidade, altere para MSD/Sinal negativo somente quando estiver usando módulo de potência de ignição MSD ou similar, caso contrário utilize ISD/Bobina com ignição.

2- O tempo de carga de bobina (Dwell) também pode influenciar na queima ou aquecimento da bobina, caso verifique aquecimento que não suporte colocar a mão baixe imediatamente o Dwell, recomenda-se Dwell aproximado inicial 2,80 e final 2,40.

a

Para motores de 4 e 6 cilindros configure o módulo EFI-PRO2 ou EFI-LightV2 como Alternado e Simultâneo, dessa forma já é possível trabalhar de forma semissequencial, exceto para motores V8 pois necessitaria de 4 bancas de injetores, então dessa forma podemos trabalhar com 4 cilindros em uma banca de injetores do módulo (Fio Marrom) e os outros 4 cilindros com outra banca de injetores (Fio Roxo).

Para motores 8 cilindros é possível configurar o módulo SFI-PRO 6 para trabalhar de forma semissequencial para isso é necessário instalar conforme instruções abaixo:

Ligar os fios:

Azul 01 – Primeiro Par de Cilindros

Azul 02 – Segundo Par de Cilindros

Azul 03 – Terceiro Par de Cilindros

Azul 04 – Quarto Par de Cilindros

A assistência técnica da INJEPRO presta serviços de atualização e revisão.

Grande parte dos casos podem ser resolvido a distância, para evitar custos e ficar dias sem o produto você pode entrar em contato conosco.

Caso o seu produto não esteja funcionando adequadamente e precise de assistência técnica, existem alguns passos a seguir.

Baixe, imprima e preencha a ficha e envie junto com o produto para a INJEPRO para Av. Brasil 2589, Região do Lago - Cascavel/Paraná - CEP 85812-500.
http://bit.ly/Ficha_Assistencia

É importante preencher todos os campos para facilitar o contato e os testes dos nossos técnicos.

Após o recebimento do seu produto em nossa fabrica, ele será analisado.
Entraremos em contato lhe informando o orçamento para conserto e o prazo de envio.

Qualquer dúvida, entre em contato com nosso suporte.

www.injepro.com
+55 45 3037-4040

Abra o Software especifico do seu modulo (SFI ou MANAGER) e então plugue o cabo USB em umas das portas de seu Notebook, em seguida baixe o mapa, e clique no ícone “Ativar tempo Real”, desta forma todo o parâmetro que for alterado no software vai ser modificado no mesmo instante, exceto as configurações de ignição e injeção que só serão alteradas após confirmação, essa é uma medida de segurança para não danificar o módulo ou algum componente do motor.

Os bicos injetores que podem ser de alta ou baixa impedância, os que possuem impedância acima de 10 ohms são considerados de alta, é indicado o uso de Peak Hold para ter mais eficiência no gerenciamento, os injetores abaixo de 10 ohms de impedância são considerados de baixa, neste caso é obrigatório o uso do Peak Hold para o gerenciamento.

O controle de largada pode atuar de duas maneiras:

1 – Como limitador de largada limitando o giro do motor na rotação, ponto e enriquecimento desejados quando pressionado o botão de largada e liberando assim que soltar;

2 – Como controle da rotação do motor após soltar o botão de ativamente, neste caso é programado a rotação inicial para o controle, o tempo que deverá permanecer nesta rotação, a rotação final do controle e tempo que levará para atingir a rotação final após o tempo inicial, desta maneira a injeção inicia o controle liberando a rotação progressivamente, sem “degraus” na subida de rotação, assim podemos atingir o máximo de tração de acordo com a aderência da pista. Pode ser desabilitada se programada a rotação inicial abaixo de zero, ficando somente com o limitador de largada ativado.

Ela atua levando em consideração as informações disponibilizadas pelos sensores.

Pode ser feita com o auxílio dos seguintes sensores:

Temperatura do motor (água/óleo); - Temperatura do ar; - Tensão da bateria; - Vácuo/pressão; - Sensor de posição de borboleta (TPS); - Sonda lambda; - Injeção rápida.

É usada para acrescentar ponto ou retirar ponto de ignição.

Vácuo e pressão; - Temperatura do ar; - Temperatura do motor; - TPS.

Com o módulo e o computador conectado a uma rede de internet é possível atualiza-lo através do próprio software. Desconecte o módulo do veículo e conecte o cabo USB no PC e no módulo, em seguida clique no ícone “Conexão” e “Atualizar módulo” então o software vai abrir uma tabela com todas as versões disponíveis para seu modulo, clique na versão atual e de início ao processo, então é só aguardar o termino da atualização.

Para versões mais antiga envie o módulo para nossa assistência técnica.

Sim, além de proteção contra roubo também é utilizado por preparadores para segredo de seus mapas, no entanto, casa haja a necessidade de voltar o padrão de fabrica não será possível recuperar o mapa e será necessário informar o número da nota fiscal do produto.

Abra o software e siga os procedimentos: Clique em Arquivo - Configurações – Idiomas.

Essas opções estão disponíveis em Complementares – Alertas

1- Excesso de Rotação;

2- Excesso de Pressão:

3- Excesso de Temperatura de Motor

4- Excesso de Abertura de injetor

ALERTAS INJEÇÃO

Dead Time é a velocidade de resposta dos injetores de combustível, ou seja, tempo estimado que o injetor demora para abrir. Quando usamos bicos de baixa impedância geralmente usamos 0,30 de Dead Time e para bicos de alta impedância 0,60. Isso se dá porque os bicos de baixa impedância são mais rápidos por isso o tempo de ação pode ser menor.

1- Painel AIM;

2- Racepak*;

3- Display Injepro;

4- Tune-UP Injepro;

*consultar modelos

Sim, ao ativar o ar condicionado do veículo é possível ativar algumas correções como:

  1. Correção máxima de ponto – essa função adiciona ponto ou retira ponto para equalizar a marcha lenta de acordo com o RPM que o usuário configurou a condição para essa função funcionar é o TPS estar em 0%.
  2. Outra opção é Adicionar Solenoide ao Ativar Ar-Condicionado, assim quando acionar o Ar-Condicionado do veículo a solenoide de marcha lenta vai abrir possibilitando mais entrada de ar e forçando o motor a manter a marcha lenta.

duvida

Com o assistente de mapa do software da SFI é possível selecionar a sequência de ignição do motor que o software cria a sequência de injeção automaticamente. Na EFI não é possível fazer injeção sequencial para esses motores apenas semi-sequencial.

A INJEPRO fornece a garantia de 5 ano a partir da data de aquisição descrita na nota fiscal para defeitos de fabricação. A INJEPRO não se responsabiliza por:
- Defeitos causados por mau uso
- Instalação de forma errada
- Manutenção inadequada
- Danos causados por regulagens incorretas

A violação do lacre do fabricante implica na perda total da garantia, não tendo direito a manutenção gratuita caso haja necessidade.

Para um aproveitamento total deste produto é necessário que as partes mecânicas e elétricas estejam em perfeitas condições. A instalação e operação devem ser feitas por profissionais qualificados com amplo conhecimento em preparação e regulagens de motores com injeção eletrônica.

PARA DÚVIDAS E INFORMAÇÕES ENTRE EM CONTATO:
INJEPRO TECNOLOGIA AUTOMOTIVA
ENDEREÇO: AV. BRASIL 2589 – REGIÃO DO LAGO - CASCAVEL – PARANÁ – BRASIL CEP: 85812-500
TEL: (45) 3037-4040
SITE: www.injepro.com
E-MAIL: suporte@injepro.com

Com a nota fiscal e o produto em mãos, entre em contato com a INJEPRO através do telefone ou e-mail solicitando avaliação do produto.

INJEPRO TECNOLOGIA AUTOMOTIVA
ENDEREÇO: R. Salgado Filho, 2382 - Centro - Cascavel - PR CEP: 85810-140
TEL: (45) 3037-4040
SITE: www.injepro.com
E-MAIL: suporte@injepro.com

Faça parte da nossa rede de revenda e garanta seu sucesso profissional!

Entre em contato conosco, envie as informações necessárias e confira os benefícios de se tornar um revendedor/instalador INJEPRO.

4) Estou com dúvidas, como entro em contato com o SUPORTE?
A INJEPRO conta com uma equipe treinada e capacitada de assistentes técnicos dando apoio ao cliente.

O suporte está disponível das 08:00 as 12:00 e das 13:30 as 18:00.

Entre em contato através das redes sociais, telefone, e-mail, whatsapp.

Estamos aqui para ajudar !

+55 (45) 3037-4040
+55 (45) 45 9834-0022
suporte@injepro.com


A matriz onde está centralizada a produção dos produtos está localizada na R. Salgado Filho, 2382 - Centro - Cascavel - PR CEP: 85810-140.



Os módulos INJEPRO gerenciam motores de 1 a 12 cilindros ou até 4 rotores com mapas de injeção e ignição completos e de alta resolução.

Podem ser aplicados em veículos originais ou modificados sejam eles de rua, circuito, drift, arrancada, off road, motos, náutica, dentre outros.

O DashPRO é a ferramenta ideal para o monitoramento e a aquisição de dados. Combina as funções de painel configurável e shift light.


Compatível com a linha de injeções INJEPRO: EFI Light V2, EFI Pro V2, S3000, S4000, S4500, SFI Pro 6 e S8000. Sua comunicação é via Rede Can e a atualização pode ser feita pelo cabo USB conectado ao notebook/desktop.



Entre em contato com nossa equipe comercial ou de suporte através das redes sociais, telefone, e-mail ou WhatsApp.

Estamos aqui para ajudar !


+55 (45) 3037-4040
+55 (45) 999086059
+55 (45) 9834-0022
vendas@injepro.com
suporte@injepro.com


Entrando em contato com nossa equipe encontre um revendedor mais próximo de você. Além disso, você pode efetuar cotação diretamente na INJEPRO Brasil e receber o produto em qualquer lugar do mundo.

Entre em contato com nossa equipe comercial ou de suporte através das redes sociais, telefone, e-mail ou WhatsApp.

Estamos aqui para ajudar !

+55 (45) 3037-4040
+55 (45) 999086059
+55 (45) 9834-0022
vendas@injepro.com
suporte@injepro.com

É bem simples! Preparamos um passo a passo que vai te ajudar:

  1. Procure no seu aparelho a loja de aplicativos: Google Play ou Play Store.
  2. Use a caixa de pesquisa e digite INJEPRO.
  3. Você tem disponível os aplicativos INJEPRO Connect e Handset, Ao encontrar o que deseja, toque sobre ele e selecione a opção Instalar.
  4. Quando o download for concluído, o aplicativo estará disponível para uso no seu smartphone. ????

Requisitos para instalação: qualquer smartphone ou tablet com o sistema operacional ANDROID versão igual ou superior a 4.0 e que possua BLUETOOTH ou USB host.


Disponibilizamos no nosso site o material de apoio da linha de produtos INJEPRO.

Para melhorar a sua experiência com o produto e conhecer tudo que ele pode lhe oferecer.

[+] Acesse

http://www.injepro.com/downloads/